As 4 Habilidades dos Pais Confiantes

Mãe, Chegou a Adolescência !
29 de setembro de 2015
E se você soubesse exatamente o que fazer para salvar o seu filho das Garras do Bullying ?
24 de novembro de 2015
Mostrar Todos

As 4 Habilidades dos Pais Confiantes

Como é possível melhorar a relação entre pais e filhos? Como aumentar sua influência para  educar melhor seus filhos?

É claro que nada garante o sucesso na aventura de educar filhos. Sempre há riscos envolvidos. Mas agir corretamente aumenta muito as chances de sucesso. Agir corretamente pode ser semelhante a atuar em consonância com princípios advindos do amor, da verdade e suas diversas ramificações.

As 4 habilidades parentais propostas abaixo resultam desse pensamento.

  1. Comunicação
  2. Exemplo
  3. Disciplina
  4. Tempo de Qualidade

 

  1. Comunicação – a jóia dos relacionamentos.

A habilidade de se comunicar com seu filho é a via central por onde o relacionamento irá se fortalecer assim como também será o instrumento que o fará tomar conhecimento das coisas. Você precisa compreender o que ele está passando durante cada momento de sua vida, não é mesmo?  Por isso, não há como transmitir ensinamentos nem como encorajá-lo ao longo do caminho se não houver comunicação.

Ela é importante também porque mantém uma linha aberta entre vocês para que seu filho venha até você sempre que tiver necessidades que vão além de suas capacidades. Através da comunicação, eles pedem ajuda, conselhos e trazem assuntos a partir dos quais podemos tecer orientações a cada passo do seu desenvolvimento.

De longe, seu melhor e mais eficiente instrumento é a capacidade de praticar é ouvir ativamente. Mais do que falar e orientar, nós pais devemos aprender a ouvir ativamente. O que significa se comportar de forma que eles se sintam à vontade de nos falar qualquer coisa que estejam orbitando suas mentes e corações.

A característica mais marcante de uma habilidade de ouvir ativamente é uma simples feição onde levantamos as sobrancelhas e damos um meio sorriso. Pode parecer estranho mas é dessa forma que as pessoas acabam se abrindo conosco e se sentem confortáveis em oferecer seus comentários.

 

  1. Exemplo – o grande professor.

A relação entre pais e filhos é um relacionamento de longo prazo. Longo mesmo. O prazo é de uma vida inteira. Os filhos conhecerão todos os seus defeitos. Não há como “enganá-los”.

“O que você faz fala tão alto que não consigo ouvir o que está dizendo.”

Portanto, façamos uma análise constante de nosso exemplo para promovermos ajustes em nosso comportamento e atitudes.

 

  1. Disciplina- direção e treinamento.

Essa habilidade é essencial para o desenvolvimento completo de nossos filhos porque sem disciplina não há comportamento positivo e os filhos não formam hábitos saudáveis. É através da disciplina que os filhos realmente agem em direção ao positivo. Se os pais apenas falam e não há consequências claras para um mau comportamento, os filhos não corrigem suas atitudes e nem formam hábitos positivos. Pense na transformação que a nova Lei Seca trará para a sociedade e você poderá traçar um paralelo entre os temas.

A disciplina é também a habilidade mais difícil de colocar em prática além de ser afetada por sentimentos conflitantes, até porque os pais andam meio sem prática. Uns são autoritários e rígidos enquanto outros mais permissivos. Ainda há a polêmica da palmada pedagógica e outras práticas que os pais nunca sabem se irá educar ou “machucar” seus filhos.

Só porque a disciplina é difícil não podemos deixá-la de lado, mas sim encontrar formas de aprender e fortalecer a habilidade de disciplinar os filhos desde a idade mais tenra da criança.

 

  1. Tempo – a moeda dos relacionamentos.

O tempo que os pais têm disponível para os filhos torna-se cada vez mais escasso. No entanto, o seu valor e importância para o relacionamento continua fundamental. Não existe uma solução padrão. A verdade é que não há substituto para o tempo que deixamos de investir em nossos filhos.

Não importa qual seja sua realidade, é essencial que planeje tempo de qualidade e atividades para se fazer com sua família. Porque não começar com 3 vezes na semana por 1 hora e um dia no fim-de-semana dedicado a eles? É pouco? É muito? Não sei… Mas você pode dizer que tem efetivamente tempo de qualidade com seu filho?

A verdade é que para o seu filho, o tempo dedicado a ele é compreendido como “mamãe realmente me ama”. Funciona como uma moeda do relacionamento porque comunica que o relacionamento tem valor e que há sacrifícios pessoais para mantê-lo.

Qual dessas habilidades você deseja aprimorar neste próximo mês? Comece a pensar sobre isso hoje e anote suas observações em um caderno ou diário pessoal. Porque quando focamos em um pensamento específico, nossa consciência aumenta e os ajustes de comportamento se tornam possíveis e reais.

 

Fabio Henri
Fabio Henri

Pai de 3 filhos (2 adolescentes!)
Professor de Inglês, Jornalista e Empresário.
Entusiasta do Parenting, Fabio gosta de filhosofar
e escrever sobre o tema principalmente quando percebe seus pontos fracos como pai. Seus textos são autoconselhos que poderão (ou não) servir de ajuda para outros pais e mães leitores.
Fabio acredita que pais e mães são seres imperfeitos que precisam mais confiança nas decisões educativas e na relação com seus filhos.
Contatos: Email: falecomfabiono@gmail.com Links: [1] http://www.paisnormais.com.br [2] http://www.facebook.com/fabio.henri

Comentários

Obrigado pelo comentário.