Sete dicas para ajudar o seu filho no vestibular

Dia da Criança não, Dia DE Criança!
12 de outubro de 2017
Mostrar Todos

Sete dicas para ajudar o seu filho no vestibular

 

O apoio dos pais é fundamental na hora de se preparar para enfrentar essa prova e se sair bem.

O vestibular chegou, e agora?! Como ajudar seu filho nesta fase? Será que ele vai conseguir entrar na universidade? Quanto tempo de estudo é necessário? São tantas as perguntas nesse momento, porém a coach familiar, especializada em psicologia e desenvolvimento humano, Valéria Ribeiro, esclarece essas dúvidas.

“Os adolescentes ou jovens que estão prestes a fazer o vestibular já sofrem pressão durante os três últimos anos de curso do Ensino Médio, ou mais alguns anos fazem algum cursinho. A pressão se dá pela cobrança da quantidade de tempo que se estuda, na escolha da carreira, se já tem ou não uma namorada/namorado, se pratica ou não exercícios, como se alimenta etc. São inúmeras as pressões. Mas, talvez o grande monstro esteja no vestibular. É como se naquele momento ele estivesse decidindo entre viver ou morrer, entretanto é só uma etapa da vida de muitas que ainda virão”, explica a especialista.

Quando o vestibular se aproxima, muitos pais querem que o filho se dedique mais ao estudo, que reveja tudo aquilo que não aprendeu ou aprendeu pouco nos últimos três anos. Isso não vai funcionar. Estudar de última hora não irá adiantar, segundo Valéria.

Ela ressalta que “nas últimas semanas antes do vestibular os pais devem se preocupar muito mais com o estado emocional do filho, pois este sim, pode comprometer o resultado”. Fazer com que o adolescente ou jovem se sinta seguro, confiante de si próprio, ajuda a suportar a pressão de fazer prova durante quatro ou cinco horas seguidas em dias consecutivos, afinal é isso que ocorre nos finais de ano, onde grande parte das universidades realizam seus vestibulares.

Portanto, Valéria destaca dicas importantíssimas para esse período:

01 – Descanso: Nas semanas que precedem o vestibular é importante que este adolescente durma bem, pelo menos, oito horas por noite. Isso irá ajudar o cérebro a se organizar e preparar para as longas horas de prova.

02 – Nada de se trancar no quarto: Também não é bom que ocorra isolamento social do jovem neste período, interagir com outras pessoas ajuda a relaxar, diminuindo a tensão. Ir ao cinema, encontrar os amigos para um bate papo, ir praticar um hobby (skate, futebol ou mesmo uma partida de vídeo game com amigos) pode auxiliar na obtenção de bons resultados no vestibular.

03 – Pensamentos positivos: Na véspera do vestibular é importante que o vestibulando se conecte com coisas boas, assista filmes de comédia, vá tomar um sorvete ou fazer uma massagem relaxante, e nada de estudar, nem ficar assistindo filmes tristes ou verem seus pais brigando ou discutindo seja porque motivo for, isso prejudica seu estado emocional. Se precisar dizer algo que vai prejudicar o estado emocional do adolescente, deixe para fazer isso quando terminar os vestibulares.

04 – Fazer a prova estrategicamente: Durante a realização da prova no vestibular, deve-se começar pelas questões que são mais difíceis para o vestibulando, pois mesmo que ele não saiba responder aquela questão naquele momento, deve seguir em frente, indo para as questões mais fáceis, pois enquanto ele vai respondendo às perguntas mais fáceis, o cérebro vai buscar, em segundo plano, respostas, conexões e memórias para resolver a questão que não sabia anteriormente. Esse é um procedimento que acontece com todos os seres humanos, as vezes temos certeza que sabemos fazer algo, mas não nos lembramos como, aí quando começamos a fazer outra coisa a resposta vem a nossa mente. Daí a importância de usar essa estratégia no vestibular.

05 – A importância da água: Também é importante que o jovem se hidrate bastante no dia, beba bastante água, afinal nosso corpo é feito de 70% de água. O baixo consumo de água pode gerar dores de cabeça durante a prova, o que irá prejudicar o desempenho do vestibulando. É muito importante que levem água para a sala de prova e vá bebendo aos poucos.

06 – Boa alimentação: Levar algo para comer durante a realização do vestibular também é bom (barra de cereal, barra de chocolate, fruta, bala, chiclete). O açúcar ajuda a manter a energia da pessoa em alta. Como pai e mãe não vai ficar dizendo que tem que levar só o que é saudável. Neste momento comer algo que gere prazer pode ajudar na melhoria do resultado. Claro, que não vai levar um hambúrguer, sorvete ou outras coisas que possa atrapalhar a concentração na realização da prova. Devem ser alimentos fáceis de abrir e que façam pouco barulho, pois este pode atrapalhar outros alunos.

07 – Manter a tranquilidade: Fale com seu filho da importância de respirar. A respiração ajuda a manter a mente alerta e oxigenada, o que facilita que os neurônios façam mais conexões e encontre respostas mais rápidas.

Apoiar e trabalhar a autoestima: E, finalmente, diga a seu filho: “vai lá e faça o seu melhor, eu confio em você e independente de qualquer coisa nós vamos continuar a te amar”.

“Pronto! Agora é só esperar o resultado. Boa sorte a todos os vestibulandos”, finaliza a coach.

Valéria Santos Ribeiro
Valéria Santos Ribeiro

Coaching familiar, com especialização em psicologia, cursando Terapia Familiar Sistêmica. Doutora em Política Científica e Tecnológica, Mestre em Administração, Practitioner em PNL e possui formação com o renomado escritor e conferencista internacional Anthony Robbins. Participou em diversos cursos de desenvolvimento pessoal e fez especialização em Gestão de RH. Trabalhou por 20 anos na área de treinamento e desenvolvimento. Casada há 17 anos, é mãe de um casal de filhos, um menino de 16 anos e uma menina de 13 anos.

Comentários

Obrigado pelo comentário.